Hoponopono
Sem categoria

O Poder do perdão

O perdão é um ato de decisão no que se refere às questões internas que perturbam a paz de um indivíduo.

O ato de perdoar é importante, pois nos livra de maus sentimentos como o rancor, a raiva e a vingança. Quando sentimentos negativos como esses dominam um ser humano, o pior dele se manifesta, desencadeando danos físicos e psíquicos a si mesmo e aos que o cercam.

Alguns indivíduos permanecem ressentidos com os outros e guardam uma mágoa contínua durante muito tempo, o que é extremamente nocivo para ambos, podendo desencadear doenças físicas e psíquicas.

O perdão é uma oportunidade para se libertar de amarras negativas do passado e seguir adiante. Sendo assim, perdoar é uma ação libertadora. Não perdoar impede a chance de viver novas possibilidades e ter mais satisfação na vida pessoal.

Desenvolvendo o poder do perdão

O Ho’ponopono é uma técnica havaiana que tem o objetivo de livrar quem a pratica de recordações que poluem a mente e envenenam o coração repetidas vezes, alimentando a mágoa, tais como discussões familiares ou uma situação desgastante no trabalho. Dentre os efeitos estão alma livre para emanar boas energias e paz interior. 

Em havaiano, Ho’o quer dizer causa, e ponopono, perfeição, ou seja, a expressão pode ser traduzida como corrigir um erro ou tornar certo. Por meio dessa prática que não requer aulas nem ensinamentos, é possível limpar a própria mente, deixando-a livre de memórias que nos prendem ao passado, impedindo uma vida mais leve. 

Ao praticar o Ho’oponopono, pede-se à divindade na qual se acredita, ou ao Universo, que limpe e purifique as memórias ruins que se repetem. Qualquer uma. De qualquer tempo. É bem simples de praticar e deve-se repetir várias vezes o mantra: “Sinto muito, Me perdoe, Te amo, Sou grato(a)”.

“Sinto muito” é o reconhecimento de que algo penetrou em seu corpo ou mente; é um pedido de perdão por isso.

“Me perdoe” é um pedido a Deus para que o ajude a se perdoar, bem como perdoar o outro.

“Te amo” ajuda a transmutar a energia bloqueada (em luz, compaixão etc).

“Sou grato” é a expressão de gratidão e fé de que tudo será resolvido para o bem de todos os envolvidos.

Perdoar é preciso. Trata-se de um grande desafio de maturidade e experiência.

Então bora lá praticar o Ho’ponopono para tudo que faz mal à sua mente e seu coração.

E para sempre lembrar de praticar essa técnica maravilhosa, tem um colar lindo com os “Mantras” do Ho’ponopono. Para conhecer, é só clicar AQUI.

Abraços aromáticos,

Elisa, farmacêutica da Nature Therapy

4 Comments

  1. Denise Pimentel

    Tenho dificuldade de perdoar,demora um tempo, quero muito que aconteça, ate acredito que ja foi,mas so voltar o assunto,a pessoa,sinto enorme vontade de so mostrar o lado ruim dela. Já consigo falar como foi conviver e o lado bom dessa convivência, mas logo em seguida falo p que nao devia…e isso me deixa triste comigo,ser machucada não é fácil, se deixar machucar é pior ainda

    1. Denise, perdoar é um ato bonito e desafiador. Experimente praticar o Hoponopono diariamente e verás como é libertador! Abraços aromáticos, ELisa

  2. Anônimo

    O meu casamento no começo foi muito bom, mas depois de apenas dois ou três meses de lá pra cá o meu ex marido mudou muito, ele foi ficando cada vez mais ciumento, possessivo e um pouco controlador, eu tentava de tudo reverter a situação, mas confesso que também fui errando aos poucos, me senti um pouco culpada de não ter resolvido de um jeito melhor. Até que no outro dia, aconteceu uma coisa horrível, um episódio lamentável que eu nunca vou esquecer na minha vida, pra mim foi quase uma tragédia. Eu e meu ex estávamos numa festa, aí ele estava com dois amigos e eu conversando com um antigo namorado, porque eu havia o visto na festa e eu não imaginava que aquilo poderia acontecer, mas eu já previa, pois eu conhecia muito bem o meu ex marido. Ele me viu conversando com esse meu ex namorado e enlouqueceu de vez. Eu fiquei assustada, ele me pegou pelo braço e me tirou a força do local onde estávamos. Nós acabamos discutindo no meio do caminho e tudo foi piorando, quando chegamos em casa a briga continuava cada vez mais e eu perdi a cabeça também, eu disse o que não devia ter dito, foi porque eu não aguentava mais aquilo, eu dizia pro meu ex marido que deveria ter me casado com outro homem, aí é que ele ficou furioso, ele me arrastou com violência até o quarto, me jogou na cama violentamente e me bateu com um cinto, eu gritava, chorava, implorava pra ele parar, mas ele não parava, eu ainda tentei fugir dele saindo do quarto, mas ele foi muito mais rápido, trancou a porta e me forçou a dormir com ele, eu não parava de chorar e ele ainda ameaçou me bater novamente se eu não parasse. Aí no outro dia é que ele veio me pedir desculpas e acabei perdoando ele, mas eu estava magoada e destruída por dentro e não discuti com ele pra não piorar mais a situação. Passei a não falar mais com ele e pedia pra ficar sozinha. Depois disso eu acabei saindo de casa e eu comecei a ficar ainda pior quando duas coisas horríveis aconteceram comigo de uma só vez. Eu fui demitida dois dias depois que tudo isso aconteceu e justamente no mesmo dia recebo uma notícia que eu não queria receber na minha vida: perdi o meu pai. Ele já estava muito doente, fraco e debilitado, estava com câncer no intestino, a doença já estava muito avançada. Isso foi me deixando muito mal, foi aí que eu comecei a me perguntar por que comigo? Por que um monte de coisas acontecem justamente comigo? Eu me revoltei com Deus, eu sei que estou errada, que vão me julgar, mas foi num momento de desespero e de inconformismo, eu não sei qual foi mais pior, foi quando eu apanhei do meu ex marido, ou quando eu perdi o meu emprego ou a morte do meu pai! Pra mim foram todas essas e mais uma coisa! Eu comecei a sentir enjoos e tonturas e achei que era gravidez, mas infelizmente não era, até fiz o teste de gravidez pra ver se era verdade, eu jurava que era verdade, mas me enganei, na verdade eu tinha mentido só pro meu ex ficar com a consciência pesada, mas não funcionou, as pessoas iriam me condenar ainda mais dizendo que foi um castigo, mas não sou tonta. Eu só quero dizer aqui que quem ama não bate, não machuca, não desconfia da outra pessoa, porque eu o amava muito e só não me conformei por ele ter se transformado numa outra pessoa, num projeto de agressor covarde e eu não queria que isso tivesse acontecido, mas pro outro lado ele é um homem bom, eu o amo de verdade, eu sei que ele jamais faria isso comigo, eu só não esperava que ele fosse fazer aquilo comigo, eu sofri muito, ele me fez chorar muito, me deixou marcas, me causou dor, não só pelo corpo, foi pela alma e agora estou destruída por dentro e por fora. Quem bate esquece, quem apanha não. Não consigo mais suportar tudo isso, estou sem forças pra nada, a dor me dilacera por dentro e tentei me matar várias vezes. Agora eu não sirvo pra mais nada! Pros homens nós mulheres não valemos nada, eles não suportam as nossas presenças, eles nos tratam feito lixo e ainda não suportam nos ver chorando, porque eles não merecem as nossas lágrimas! O que nós fizemos pra merecer esse castigo? Será que eu devo perdoá-lo por tudo o que ele fez? Eu estou ferida e machucada por dentro.

    1. Olá Paulinha!

      Recebi seu comentário no nosso blog.

      Eu te entendo e imagino que os sentimentos que vc deve estar tendo nesse momento devem ser devassadores.

      A vida nos prega muitas surpresas, tanto boas, quanto ruins. Todo mundo casa pensando que vai ser pra sempre… nossos pais não são eternos aqui na Terra….emprego é bom enquanto durou…

      Enfim tudo na vida é passageiro…algumas coisas duram mais, outras menos.

      O que quero te dizer é que temos que saber lidar emocionalmente com as tribulações da vida. É facil? De forma alguma! Eu também já perdi meu pai, já perdi emprego, já fui casada e me separei, minhas tias tiraram da minha famp…já tive crise de pânico…Foi fácil lidar com isso? Não! Fui para terapia, me cuidar, pois eu sou o meu bem mais valioso! Eu me amo e para que outras pessoas me amem, eu preciso me amar primeiro, entende?

      O que eu te recomendo e que me ajudou muito na minha trajetória é fazer terapia com um psicólogo. Me ajudou muiiito mesmo. Vou até te passar um link que existem alguns atendimentos gratuitos nesse momento que estamos passando. É só clicar nele https://www.sitedepsicologia.com/

      Respondendo à sua pergunta o que quero te falar é que perdoar é libertador, é um exercício diário,mas possível! Pratique o Hoponopono para todas as situações que vc viveu e que te machucaram, vc ficará melhor.

      Vc é um ser de luz e está aqui no planeta por algum motivo. Então honre sua vida e dê o melhor de si a quem vc ama!

      Qualquer coisa pode me chamar aqui.

      Abraços aromáticos,


      Elisa Novaes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *